terça-feira, 8 de novembro de 2022

Meu perfil de investidor.

 Eu ando escrevendo muito nos últimos meses no meu diário, e de vez em quando eu tenho algum insight que eu acho que compensa postar aqui afim de que ajude alguma alma viva por esse Brasil.

Esses insights no meu diário tem me ajudado muito a descobrir quem eu realmente sou, oque eu gosto, qual meu propósito, minha vocação. Tem sido um período de descoberta de mim mesmo.

Dica: Geralmente quem você é de fato, tem a ver com quem seus antepassados foram, você geralmente esta vivendo os mesmos gostos e vida do seus antepassados, seja o pai ou avô.

Hoje mesmo eu estava tendo um insight sobre investimentos.

Eu já investi em bolsa várias vezes e nunca consegui manter minhas ações por mais de 30 dias, sempre meu cérebro me implorava para vender aqueles negócios. Desde 2020 que é assim. Porque eu sou assim?

Então cheguei a conclusão que meu cérebro queria mesmo era que eu "jogasse" na Bolsa e não investisse de fato, mesmo que esse fosse o objetivo racional por trás. Meu cérebro queria jogar.

Então decidi não investir mais em bolsa, confesso que depois que parei sinto abstinência até hoje. Sempre estou querendo investir em uma açãozinho para o longo prazo, mas sei que é só meu cérebro me sabotando e me convencendo a jogar.

Então resolvi investir em Renda Fixa, e confesso que consegui me sentir mais confortável e ter paz mental. Embora esteja sentindo saudades daquela "emoção" de comprar e acompanhar ações, de ser "sócio" de empresas rs.

Mas confesso que ainda não sei se esse será o meu caminho mesmo. Queria no fundo investir em ações, mas não consigo ver isso se alinhando com meu perfil de "viciado em apostas". Me parece que sempre vai ter o sentimento de apostas por trás de um investimento em ações via Home Broker.

Acredito que no futuro terei uma combinação de dinheiro diversificado em: 

Minha empresa, 1 imóvel, Empréstimo para alguns empresários de confiança e uma parte em Renda Fixa. 

Não sei se consigo encaixar ações no meu perfil. 

Já pensei em investir em Gado e Terra, é o grande investimento da minha região, mas estou vendo isso cada vez mais distante. Isso porque não gosto de terras e o negócio está ficando cada vez mais nichado.

Talvez Deus queira que meu dinheiro seja utilizado para criar oportunidades na minha comunidade local via empreendedorismo ou coisas do tipo. Não sei. Só sei que gosto de investimentos financeiros, mas ainda não descobri como encaixar na minha personalidade. Talvez não seja minha real vocação.



Eu admiro muito esse empresário aqui no Brasil, Geraldo Rufino. Ele sempre foi meio All-In na empresa dele e veste a camisa, me identifico muito com ele. Talvez seja uma pista da minha personalidade.


quinta-feira, 3 de novembro de 2022

Eu queria não se preocupar com política, mas....

É difícil não se preocupar com política quando a vitória de um candidato significa que irá diminuir seu salário digamos em 50%. Eu acredito que para a maioria das pessoas a política não faz diferença mesmo, mas existem algumas classes que realmente sofrem mais com determinado candidato no poder, e simplesmente não tem oque fazer a não ser chorar.

Por exemplo, minha classe é a do Agro-Amazônia, dependo dessa classe estar desmatando, desenvolvendo, plantando, criando gado, abrindo terras. Tivemos os 4 melhores anos na nossa região, riqueza, crescimento e pujança econômica nos 4 cantos do Norte. Isso só foi possível graças a um Governo que praticamente acabou com o Ibama e incentivou o desenvolvimento dessa região.

Em contra-partida, para quem o Bolsonaro apontou o canhão nesses 4 anos? Funcionários públicos de estatais, artistas, e emissoras como a Globo. Oque aconteceu com eles nos últimos 4 anos? Os 4 piores anos das suas vidas, demissões, baixas de salário, desemprego, enfim.

Eu realmente queria continuar minha caminhada de trabalho e poupança sem me preocupar com os próximos 4 anos, mas é impossível não se preocupar com os canhões virados para você.

"Marina Silva" Esse nome causa calafrios em qualquer nortista que participa do agro.


Deus tenha misericórdia da nossa terra.


segunda-feira, 25 de julho de 2022

É quase impossível ficar rico casado, mas...

Fala meus amigos da Finansfera, fire$$ e mustachians rsrs. Resolvi fazer esse post por que eu finalmente casei. Sim, amarrei meu burro no pasto É uma nova fase da minha vida que posterguei por bastante tempo. Afinal, foram 5 anos de namoro, entre várias idas e vindas. 

Para tomar essa decisão, primeiro tive que matar os meus demônios. Segundo, ter condições financeiras. 

Os últimos 3 anos eu não fiz atualizações financeiras aqui no blog, mas foram anos de vaca gorda. Com nosso comércio prosperando em tempos de commodities em alta. Ganhei salários que nunca imaginei na vida, e fiz um belo pé de meia que me permite ter um custo de vida relativamente alto em comparação com os 1.500/mês que já vivi há 4 anos atrás.

Mas uma coisa interessante que venho percebendo nessa nova etapa da minha vida, é o quanto é difícil economizar em um casamento. A verdade que grande parte das mulheres não tem o mesmo olhar financeiro que a gente, elas só querem comprar.

E eu não acho que isso seja ruim. Já ouvi relatos de homens que tem mulheres muquiranas em casa e que não costuma dar muito certo. 

Dois muquiranas em uma casa = qualidade de vida miserável.

Sim, todas as coisas que vou comprar, eu coloco um olhar financeiro, que minha mulher não tem. Mas, em contra-partida, ela tem um olhar não-financeiro, e no final acaba sendo uma boa decisão, que melhora o ambiente ou a qualidade de nossa vida.

Isso só é possível por que tenho condições, alto salário e dinheiro sobrando em aplicações que rendem juros.

O desejo de ser rico e não depender de ninguém.

Eu acho que seria infeliz se tivesse tendo altos gastos e ainda não fosse levemente "rico". Por que o desejo de ser rico e independente sempre esteve em mim. E quando você tem uma família para tratar com um salário médio do brasil, essa é uma tarefa difícil. Quase impossível. Eu percebo isso agora que eu casei, nunca tive essa visão.

Quando se é solteiro, você aperta o cinto, come mal, economiza gasolina, não tem bons móveis, e só acumula grana. Casado, a coisa muda, você não quer negar alguma coisa para sua mulher, você quer prover ela. 

Mas você ganha uma Rainha.

Na verdade, nunca tivesse mentalidade de provedor, sempre fui muito egoísta, mas aprendi e estou aprendendo que essa é uma das melhores armas para ter um casamento feliz. Quando você da oque sua mulher quer, ela te trata com um Rei.

Já disse um amigo meu: "Não tem nada mais que acaba um casamento do que o brefo" 

E concordo plenamente com ele. Sem dinheiro, tudo fica mais difícil.

Por fim, se eu aconselho os jovens a casar? Depende do seu objetivo. Se você quer ficar rico, casamento não é uma boa ferramente para alcançar isso. Pelo menos na minha humilde opinião, sei que tem quem discorde. Sei também que o casamento é um freio para homens sem auto-controle que gastam tudo com puta ou cachaça, não é o meu caso.

O Caso do Mr.money Mustache

Do outro lado, eu vejo caras como o Mr.money Mustache que era casado com uma muquirana também, e a vida deles não parecia ser tão feliz assim. Não pareciam ser o casal do ano. Tanto é que se divorciaram. A vida não é só produzir, também temos que consumir as benesses dessa civilização moderna.

Não é querendo falar mau do cara, por que cada um vive da forma que quer, mas oque adianta acumular aquele tanto de dinheiro, e não conseguir gastar nem metade dos dividendos mensais? Simplesmente não consegue, a cabeça acostumou a economizar em tudo. 

Mas oque eu aconselho de verdade é que se você encontrou uma boa mulher e decidiu casar, não fique de muita muquiranice, fique rico para prover o melhor para ela, você terá uma rainha dentro de casa. Se ainda não ficou rico, pense duas vezes antes de casar se seu objetivo é ficar rico financeiramente.


terça-feira, 5 de julho de 2022

A experiência de organizar campeonatos na minha cidade.


Eu sempre fui apaixonado por esportes, até onde me lembro me interessei por jogos de vídeo game de futebol aos 7 anos. Iniciei em uma escolhinha de futebol aos 8, e sempre estive envolvido com futebol. 

Só diminui minha prática de esporte na adolescência, mas ainda assim estava envolvido com o “esporte virtual”. Eu organizava jogos de futebol em uma espécie de organização “CBF” em um jogo On-line. Cheguei ao cargo de líder geral na época.


Essa experiência foi interessante, por que adquiri várias habilidades que me seriam úteis no futuro quando me envolveria com o futebol amador da cidade. Essas habilidades incluíam, fazer tabelas, organizar campeonatos, lidar com gente e seus interesses pessoais, entre outras coisas.


O fato que eu abandonei esse jogo em 2013, e me envolvi com o futebol da minha cidade em 2019. Fiquei esses 6 anos focado em trabalho, desenvolvimento pessoal e mulher. Mas neste tempo eu não estive longe dos esportes também , de certa forma estava ligado nos esportes por meio do meu vício em apostas esportivas.


Mas eu não esperava


Eu nunca planejei organizar campeonatos em minha cidade, cheguei a ser praticamente  um “secretário do esporte” em relação ao futebol. Organizei ou ajudei a organizar 90% das competições de futebol dos últimos 3 anos em minha cidade. 


Muitas pessoas me elogiam e dizem que eu mudei o futebol da cidade incrementando coisas que nunca teve, e que não tem em outras cidades.


Realmente é muito bom você ser bom em uma coisa que é natural para você e te traz prazer ao mesmo tempo. Nunca fiz por dinheiro, mas sim por hobbie.


Mas uma hora cansa…


Mas hoje depois de 3 anos fazendo esse trabalho comunitário, estou prestes a abandonar essa atividade. Isso porque eu comecei a perceber como esse meio é sujo de certa forma. Boleiros no geral são em sua maioria a escória da sociedade. 


Desorganizados, infieis, malandros, desonestos, preguiçosos, cachaceiros. Só querem saber de jogar bola.


Óbvio que tem algumas pessoas que são gente boa. Mas não dá para dizer que você salva 5 que você levaria em sua casa. Fiz uma amizade verdadeira nesses 3 anos. 


Já passei por 2 situações em que boleiro deu em cima da minha mulher em rede social, depois de ver ela comigo em campo.


Sem contar que quando você está na liderança do campeonato é sempre cobrado por várias coisas. 


Nego já ligou para mim meia noite me ameaçando porque não coloquei o nome dele na artilharia. Nego gasta milhares de horas no dia perturbando em um grupo de whatsapp quando quer mudar a tabela para favorecer o time dele. Mas aprendi a lidar com isso na experiência que tive no jogo On-line. Mas é cansativo, aliás cansei.


Foco é outro…


Confesso que me desgastei pra caramba nesses anos mexendo com isso, e estou pretendendo me aposentar. 


Lidar com gente realmente não é fácil. Ainda mais quando você não ganha 1 real com isso. 


Estou entrando em outra fase da minha vida, prestes a me casar e formar uma família. Quero ter minha vida em ordem, com boas pessoas ao redor, focando no trabalho, em estar em forma e dinheiro passivo. 



quinta-feira, 30 de junho de 2022

Só uma coisa; fundo de índice.

"Você só precisa de uma coisa nos investimentos, botar toda sua grana em fundos de índice."


Eu sempre ouvi isso de alguns ídolos meus como Mr.MoneyMustache e JL Collins da Finansfera gringa. E cada dia que passa vejo que eles tem toda razão.


As únicas pessoas que vejo não aconselhando a investir em fundos de índice é por que vende cursos ensinando a “investir em ações individuais” 


Cara.. você olha para PIBB11 no Brasil e vê uma rentabilidade de 12% a.a nos últimos 16 anos. Você olha para os EUA e vê mais ou menos a mesma coisa nos últimos 200 anos.




Se a gente pegar essa mentalidade na bolsa, que é só investir em fundos de índice e esperar os 10-12% anualizado, você vai investir sossegado como se fosse uma renda fixa.


Agora…


Se escolhe o caminho das ações individuais, sempre vai ter aquela dúvida.. será? Você nunca tem certeza se escolher as ações certas, e sempre vai ficar com ansiosidade em relação a sua cartela de apostas.


E a prova é que a maioria dos blogueiros que conheço que investe em bolsa, está atrás do PIBB11 em rentabilidade. Não estou vendo ninguém por aí gerando “alfa”


É fácil olhar para trás e dizer que “empresas boa retornaram mais que o Índice” mas oque to dizendo é que nosso cérebro dificilmente ficará em paz com empresas “boas”, por que a gente não tem certeza se vai ter perfomance razoável. Acho que é diferente com os fundos de índice, é quase uma certeza.


Enfim é isso, só mais um insight que tive aqui. Se hoje tivesse que investir na bolsa, socaria em PIBB11 sem medo de ser feliz,  e teria certeza dos meus 12% anualizado.

quarta-feira, 15 de junho de 2022

A má experiência com compra e venda de carros.

Uma vez eu relatei aqui no blog que eu tinha uma sociedade com um amigo dono de oficina. Eu fornecia o dinheiro para ele comprar motos usadas e revende-las com lucro, esse lucro era raxado 50% entre nós dois.

No meio dessas compras e vendas de motos, ele me convenceu que deveriamos comprar um carro. Propriamente um FIORINO 1995, ele estava na mão de um senhor de idade que morava na zona rural.

Olha a foto do danado.

Pagamos 1.750 pelo poçante com a expectativa que poderíamos vender ele por até 5.000 reais. Na nossa região esse tipo de carro é valorizado por pessoas que precisam carregar materiais em cima da carroceria. Eu realmente achei que era um bom negócio.

Mas eu não imaginava a fria que estava entrando...

Primeiro que o carro não chegou funcionando,  ele tinha um problema de bateria e tivemos que comprar uma nova. Ele também tinha um furo no tanque emcima da carroceria que tivemos que soldar. No final ele acabou ficando por 2.500$ para mim. 

Eu falei ótimo, agora está pronto para vender. Mas eu não imaginava que seria tão difícil. Depois de mais de 30 dias com ele parado na frente da oficina do meu amigo sem propostas decentes, eu resolvi traze-lo para meu local de trabalho que é um lugar de maior visibilidade. E realmente apareceu mais interessados, mas ninguém dava uma proposta.

O pior para mim era ter que parar o meu trabalho para mostrar o carro para o possível compradores. As vezes tinha que dar uma volta com ele pela cidade, e o carro era uma jaca para andar. Mesmo tendo trocado a bateria e arrumado o tanque, ele falhava e morria durante o percurso, oque desanimava o cara. 

Até que apareceu um pedreiro que me ofereceu 3.000,00, sendo metade a vista e metade parcelado. Era um cara de confiança e iria dar bom uso para o carro carregando seus materiais. 

Eu já estava cansado de ficar mostrando essa jaca para as pessoas e resolvi aceitar. Acabei passando o lucro de 250$ para o meu "sócio" e 250$ para mim.

Quando eu achei que tinha acabado, eis que...

15 dias depois o comprador me disse que o carro tinha fundido o motor, ele chorou e se lamentou comigo, e realmente ele estava fudido. Acabou que fiquei comovido com a situação dele e perdoei 750 dos 1.500 que faltavam.

No final o carro saiu por 2.500 de custo e vendi por 2.000,00. Levando -500,00 de fumo.

Essa experiência serviu para me mostrar o quanto é difícil o ramo de compra e venda de veículos e o quanto de rolo você está se dispondo a entrar. Fico olhando a garagem que tem aqui perto e todos aqueles curiosos fazendo teste drive durante o dia e não comprando nada. Só especulando. É cansativo.

Descobri que é um ramo que eu não tenho inclinação nenhuma. E me ensinou a não me envolver mais com esse tipo de negócio. Não é meu ramo.

Ah, e não esquecendo, meu negócio de motos com esse meu sócio também deu errado no final da história. Não tomei prejuízo, mas o lucro que tive de cerca de 7.000 mil durante 1 ano e meio foi perdido nos últimos meses de sociedade.

sábado, 14 de maio de 2022

Comprar uma ação & fazer uma aposta = Dopamina.

Uma coisa que percebi recentemente ao comprar ações, é o efeito que isso tem no cérebro, e como esse efeito é igual ao quando você faz uma aposta.



O grande problema das apostas, não é o dinheiro que você perde. O grande problema é a carga de dopamina que você recebe ao fazer uma aposta. Isso fará você repetir o comportamento e se tornar um viciado.

As pessoas acham que dopamina costuma vir quando a aposta é ganha, NÃO. Segundo especialistas, grande carga de dopamina vem quando você faz a aposta, e quando ganha, a carga de dopamina gerada é menor.

Mas o fato é o seguinte, essa carga de dopamina, fará seu cérebro querer repetir esse comportamento no futuro e ele também irá querer aumentar a dose para sentir mais prazer.

É o mesmo processo com qualquer outro vicio (Pornografia, chocolate, cigarro, bebida).

Paul Merlson, ex-jogador do Arsenal, luta contra o vicio nas apostas em futebol.

E eu percebi que é o mesmo processo nas ações, pelo menos pra mim. Quando a uns dias atrás eu falei: Vou comprar 10.000 reais de BBAS3.

Eu senti extasiado por estar comprando essas ações, mas conforme os dias vão passando, eu começo a sentir ansiedade e dor no estômago, e alivio quando resolvo vender. Eu dei o exemplo de BBAS, mas o mesmo acontece se eu comprar índice, ou uma cesta de ações.

E nas apostas é o mesmo processo

Quando tive recaídas, era assim: Sentia aquela vontade de fazer uma aposta em tal time por 500/1000 reais. Quando fazia, sentia o maior prazer, depois que a aposta tava feita, a dopamina já tinha sido liberada, ai vinha o arrependimento por ter recaído mais uma vez.

E eu acredito que existem muitas pessoas no mercado igual a mim. 

Hoje o sistema de home broker é igual o sistema de casa de apostas. Acredito que era muito mais fácil uma pessoa segurar uma ação quando você tinha quer ir la e comprar papéis.

A prova disso são as estatísticas que mostram que as pessoas antes da internet seguravam o triplo de anos suas ações, do que seguram agora.



Por fim, quero fazer essa reflexão sobre o quanto de pessoas hoje na bolsa, devem estar achando que estão investindo, mas na verdade estão só apostando em um mecanismo diferente, levando elas ao vicio, e consequentemente a perca de dinheiro no longo prazo.

E por que perca de dinheiro? Por que o cérebro dela está só em busca de dopamina, não está preparado para percas e provavelmente venderá no fundo.

E veja bem, não estou generalizando, sei que existem muitos investidores de longo prazo que pouco se afeta com a bolsa e investem sem nenhuma emoção e ganham dinheiro no longo prazo. O post é para relatar oque acontece comigo, quando invisto em bolsa, qualquer estratégia que seja.

Esse relato do Ícaro sobre apostas, explodiu minha mente e me ajudou a me libertar.