segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Porque não investir em ETF's?

Depois de alguns meses fora da bolsa, eu resolvi voltar novamente a estudar sobre o mercado financeiro e compreender melhor se era viável ou não eu investir em bolsa.

Cheguei a conclusão que posso colocar de 20 a 25% do meu patrimômio liquído em renda variável que isso não irá afetar o meu dia a dia. 

Mas fiquei em dúvida de que estratégia usar: Estudar e escolher minhas próprias ações ou aportar em ETF?

A princípio fiquei muito tentado a investir em ETF's indexados, por descobrir que dificilmente uma pessoa consegue bater esses indíces a longo prazo. 85% dos gestores não batem. 

Então foi aí que encontrei o conteúdo do Bastter que me fez abrir os olhos sobre isso.

Porque não ter ETF? 

Muito tem se falado de ETF recentemente, principalmente pelos retornos que ele tem dado nos últimos anos, e porque gestores dificilmente batem o índice. Mas esse não é o problema do ETF, o problema está na MENTALIDADE. 

Quem tem ETF não se identifica com os ativos, não sabe no que coloca o dinheiro. Pior, não tem nenhuma base de análise, nenhum "chão" onde pisar, pois não entende que tem empresas, não sabe seus fundamentos e nem tem noção do impacto de cada ativo na carteira. Durante uma crise séria, a pessoa vai continuar investindo? Dificilmente, quase impossível. Se uma empresa grande e centenária quebrar, ela não vai conseguir separar essa empresa do ETF porque ela não sabe, não escolheu, o que tem no ETF. 

Cada empresa em falência vai alimentar o medo de que a própria pessoa vai à falência. Ela não vai conseguir se tranquilizar olhando os fundamentos ou a diversificação da carteira. Se é difícil para quem escolheu as empresas e vê o que tem, imagina pra quem não faz ideia. 

Quando vier a queda de verdade e vai vir, só não sabemos quando, vai ser o primeiro na fila de vender no fundo. Se voce tem 0,0000013% da grendene é pouco mas você tem alguma coisa, você passa na loja no shopping e fala para a esposa, sou Sócio. Por mais deslumbrado que seja isso

O fundo do Peter Lynch rendeu 29% ao ano durante sua duração, entre 1977 e 1990. Aí depois que o fundo fechou, fizeram um estudo e descobriram que a maioria dos investidores PERDEU dinheiro no fundo. Compravam a cota na alta e vendiam na primera queda.

Além disso,  a filosofia de investir em etf de indice parte do pressuposto de que os indices vão subir sempre, no medio prazo. Essa visao é muito comum nos livros que recomendam etf de S&P500.

Índice Nikkei está de lado desde 1990.´



Então é isso, para mim esse argumento foi bem convincente. ETF's tem virado moda atualmente por causa do boom do mercado nos últimos anos, mas a verdadeira prova virá quando o mercado entrar em uma onda de baixa de 5-7 anos, assim como ficou de 2010 a 2016. Eu achei o argumento do Bastter sensato e pretendo seguir essa linha.

Gostaria de ouvir a opinião dos senhores sobre o assunto.







quinta-feira, 30 de setembro de 2021

Você tem dois tipos de vidas para escolher…

Vida 1 - Você prosperou no seu trabalho ao ponto de ter acumulado 3 milhões de reais em em patrimônio. Esse dinheiro você diversificou em ativos financeiros como (ações, FII, renda fixa e ações no exterior). Você chegou ao ponto de não precisar mais trabalhar porque o rendimento dos seus ativos pagam suas despesas e sobra troco.

Vida 2 - Você prosperou no seu trabalho ao ponto de ter acumulado 6 milhões de reais. Esses 6 milhões estão diversificados em empreendimentos na sua cidade como (Casas de aluguel, empresas, e um lote de 50 hectares) . Você terá que trabalhar para sempre emcima desses empreendimentos para que eles não definhem, faça chuva ou faça sol. 

Eu acredito que 99% das pessoas opitaria pela vida 1, visto que nós seres humanos temos uma tendência de querer economizar energia para viver o mais confortavelmente possível.

Avaliando os percalços de cada escolha, eu vejo alguns prós e contras de cada uma. 

Na primeira vida, por mais que pareça ser fácil, teria se o exercício mental de se lidar com seu patrimônio de forma virtual, estando muitas vezes atento a macroeconomia do país e do mundo e provavelmente sendo afetado por isso. Não é fácil lidar com estouro de bolhas ou pandemias, quando se tem tanto dinheiro em jogo. A melhor forma de minimizar esse percalço mental segundo o Bastter, é investindo em fundos de índice ou uma cesta bem grande de ações.

Você também poderia sofrer da “Síndrome fire” que é quando você se aposenta e acaba se sentindo inútil e sem sentido.

Segundo o famoso investidor John Templeton, ele acredita que Deus não nos criou para sermos inúteis, e temos sempre que estar produzindo valor para a sociedade até morrer.


Na vida 2, você não teria esse percalço mental de ter que se preocupar com cenário macro, mas em compensação teria muitas dores de cabeça com funcionários, e problemas do dia-a-dia. Você também teria bem pouca liquidez, você seria o famoso “rico pobre” que tem patrimônio grande, mas não consegue ver dinheiro. 

Você também não sofreria da síndrome do inutil, porque teria que trabalhar emcima dos seus empreendimentos até morrer para mantê-los de pé. 

É um caso extremo, mas não consigo ter inveja da vida dele.

Confesso que volta e meia eu tenho dúvidas de qual vida eu escolheria trilhar. A realidade que me espreita parece me empurrar para a vida 2, inevitavelmente.

Mas avaliando a vida dos caras que chegaram nesse patamar, eu não consigo inveja-los. Quando eu leio os posts do Frugal Simples, onde ele conta o tanto que se arrepende de ter empreendido, eu fico mais receoso ainda de percorrer esse caminho. Eu realmente não tenho inveja nenhuma desses grandes empreendedores que tem vários empreendimentos. Eu sei o tanto que eles tem que trabalhar para cuidar deles. 

Até acho que esses empreendedores vivam uma vida com sentido e feliz, mas me parece que existe um caminho melhor.

Só o tempo ira dizer qual caminho eu realmente irei percorrer, por ora, ainda continuo fora da renda variável e com todo meu patrimônio no capital de giro da empresa. 

Acredito que a vida perfeita para mim seria ter a minha própria empresa, e acumular o excedente em ativos financeiros. Oque seria uma mescla das 2 vidas. Sem investimento em terras, ou outros empreendimentos.


terça-feira, 24 de agosto de 2021

Vicio em jogos

Quem acompanha o blog há mais tempo sabe que sempre lutei contra o vicio em apostas esportivas. 

Comecei a apostar em 2012, peguei gosto por esportes como Futebol Americano e Tênis, por serem mais rápidos, e desde então não passei nenhum ano sem apostar.

No começo era aquela vontade que eu costumo falar do "Daytrader" de um dia ser um dos felizardos que participaria daquele seleto grupo dos 3% lucrativos e viveria daquilo.  Depois, passou a ser mais uma forma de recreação e diversão aos finais de semana. 

Mas nesses 8 anos de apostas, o prejuízo financeiro não foi tão grande, nos meus cálculos, cerca de 20mil reais. Acredito que as pessoas gastem mais com cerveja e cigarros.

Mas o motivo de eu ter parado era que o vicio me trazia outros problemas "ocultos" que muitos viciados não conseguem ver. Repito, o problema não é financeiro.

O problema maior é: Falta de foco no trabalho, perca de prazer em atividades humanas, isolamento social, entre outros.

Raiam explica porque médicos, engenheiros e pessoas inteligentes não fazem apostas.


Eu percebi que deveria parar quando naquela parasilação do Covid, minha vida melhorou 
100% por estar sem apostar. Produtividade no trabalho melhorou, vida social melhorou. Tudo melhorou.

Para vocês terem idéia, quando eu apostava, ir em um evento social no final de semana era uma verdadeira tortura. Aquilo não me dava prazer nenhum, até porque não bebo alcool.

O prazer estava em chegar em casa, ligar a TV e apostar. E com isso, meus relacionamentos familiares foram piorando, principalmente com meu pai e minha namorada.

Esse era eu.

ABSTINÊNCIA

Hoje completo cerca de 1 ano sem fazer nenhum tipo de aposta, mas este 1 ano não tem sido fácil.

O ponto positivo é que minhas relações pessoais e familiares melhoraram muito. O prazer em outras atividades como esportes, saídas, eventos, também.

Mas volta e meia, quando chega o domingo, minha mente fica tentando me convencer se não era melhor voltar com o vicio, que aquilo não irá me fazer mal, que se eu fazer de tal forma, irá dar certo. Isso é padrão de qualquer outro vicio.

Dependendo do seu nível de vicio, você não consegue voltar a normalidade nunca mais. Eaí acontece que você terá que conviver com o vicio para ser feliz, e só terá total prazer quando estiver imerso no vicío, até aquilo destruir sua vida totalmente.

Ícaro de Carvalho disse esses dias, que tem 5 anos que não fuma maconha, e até hoje a mente dele diz "Vai fuma só umzinho, não irá dar nada".

"O erro dos viciados é acharem que parar com seu vicio não trará nenhuma consequência." Ícaro de Carvalho.

Esse cara fez um estudo muito sério sobre os efeitos do vicio em pornografia no cerébro. O padrão é o mesmo para qualquer outro vicío.

Por fim, confesso que não estou totalmente curado, volta e meia entro em sites e dou uma bisbilhotada. A temporada do meu esporte favorito está prestes a começar e a vontade de fazer aquele depósito tem ficado cada dia maior.

Escrevi esse post mais como uma forma de expressar para mim e para outros, o mal que os vicios podem causar, principalmente o Vicio em jogo, que é pouco falado por aí.

Deus abençoe todos nós, que ele me dê forças para resistir esse maldito vicío.

segunda-feira, 9 de agosto de 2021

SERVIR Pessoas, esse é o erro que o fire comete.

Sempre que vejo argumentos dos blogs fires, do porque eles querem alcançar a tal indepêndencia financeira ou aposentadoria precoce, eles dizem que odeiam seu trabalho.

Eu respeito isso, acho que realmente existam trabalhos que são cansativos e estressantes. Trabalhar nesse tipo de ambiente só pelo dinheiro, não tem muito sentido depois de um tempo.

Mas eu também acredito que cada ser humano é dotado de certos dons, talentos e vocação e se ele souber encontrar essa sua vocação, pode encontrar um trabalho realmente prazeroso, se quiser.

Brooks, o bibliotecário da cadeia no filme "Um sonho de liberdade"

Vocês percebem que a maioria dos grandes homens (Empresários, politicos, líderes etc) nunca param de trabalhar?. Será que eles sabem algo que nós não sabemos? Provavelmente sim.

E embora muitos desses líderes trabalhem só pelo dinheiro, idolatrem o dinheiro e querem mais e mais, como foi o caso do famoso engenheiro de carros John Delorean, que chegou ao auge da carreira e fortuna e acabou sozinho, fudido , e vendendo relogios pela interne. (Assistam o documentário dele no netflix, vale a pena, você vai ver oque acontece quando um homem idólatra o dinheiro).

John Delorean, engenheiro, milionario, empresário. Um belo exemplo do mal que a idolatria ao dinheiro pode fazer.

Mas muitos outros homens tiveram motivações diferentes para se manterem ativos na sociedade.

Um exemplo foi Sam Walton do Walmart que foi até o último dia de vida, mesmo doente, visitava lojas e conversava com clientes, caçava codornas com seus cachorros e  andava de avião, isso era oque ele gostava de fazer e se sentia vivo com isso.

Sam Walton, caçou com seus "Perdigueiros" e supervionou lojas até o fim da sua vida.

Fazer oque ama acredito ser o meio e não o fim. 

Por trás do "Trabalhar" com oque ama está o SERVIR OUTRAS PESSOAS! O trabalho nada mais é do que isso. Você está servindo seus irmãos com sua vocação, você está resolvendo problemas, melhorando a vida deles.

E por algum motivo, se a pessoa toma consciência disso, a vida dela começa a ter muito sentido, além de trabalhar pelo seu sustento e conforto. Porque depois que você sanou certas necessidades, você pode ter dinheiro e a vida não ter sentido.

E para acreditar no propósito de SERVIR, você primeiro precisa acreditar em Deus como um pai. 

E veja bem, se você é pai e tem filhos, oque você deseja para eles? Que eles sigam o bom caminho, que vivam em harmonia, prosperem, tenham saúde, etc. 

Você provavelmente sentiria orgulho de seus filhos se eles se ajudassem e prosperassem, de preferência juntos. É assim que eu acredito ser o propósito de Deus para nossas vidas.

Acredito que cada ser humano está aqui para exercer sua vocação com excelência, isso nada mais é do que servir ao próximo

Como é bom chegar em algum lugar e ver uma pessoa te atendendo com total atenção e excelência. Você se sente bem. Então porque você não deveria fazer o mesmo dentro da sua vocação? trabalhar não é pesado, quando você considera isso.

Por fim, se você acredita que estamos aqui para SERVIR nossos irmãos e não para nos inutilizarmos depois de uma quantia de dinheiro, então você não deveria acreditar, que aposentar é um propósito.

Eu respeito que cada um tem seu "propósito" ou "visão sobre a vida" mas só tome cuidado para esse propósito não te levar para o inferno da depressão aqui na terra.

Warren Buffet: Ele está trabalhando, servindo, ou fazendo oque ama? Eu diria as 3 coisas ao mesmo tempo. Ele parece sofrer de depressão? ou falta de sentido?



quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Não está dando para deixar dinheiro parado mais.

Hoje estava conversando com um amigo aqui na empresa sobre esse cenário de Inflação alta que está se desenhando no Brasil e no mundo. Se nos últimos 5-7 anos podiamos deixar dinheiro parado que a inflação pouco corroía, agora a cada semana nosso dinheiro ta perdendo valor, principalmente nos tais bens duráveis.

Carros, Máquinarios, Terra, Imóvel, Material de construção, está subindo toda semana.

Toyota Hilux 2021 usada 310mil reais. Há 8 meses era 200mil.

Hoje não tem mais condições de deixar dinheiro parado em qualquer tipo de investimento financeiro, porque não está acompanhando essa inflação que estamos vendo nas ruas aí.

Estamos em um cenário muito parecido com oque sempre foi o Brasil no passado, onde nossos pais e avós investiam em imóveis porque era a melhor forma de proteger o capital da inflação.

Eu por um momento acreditei que poderiamos ver uma redução dos preços, estabilização do dólar e etc. Mas a impressão de dinheiro no Brasil e no mundo foi grande, e a demanda por todo o tipo de produto está a todo vapor.

Para ajudar, estamos em um cenário Pré-Eleições 2022 onde Bolsonaro não está nem um pouco afim de cortar gastos ou aumentar os juros, porque ele sabe que isso daria um baque na Economia. Aliás, ele quer é aumentar a injeção de dinheiro com a proposta de duplicar o Bolsa Familia.



Por fim, queria dizer que tomei a decisão de comprar uma casa e acredito que será um ótimo investimento nesse cenário que está se desenhando aí. Comprei uma pechincha de 95k que se fosse construir gastaria uns 180k. Esse cara que me vendeu ainda não acordou para a realidade dos preços.


Por fim oque eu digo é que se os Governos no mundo não injetarem o remédio amargo (Juros altos) a inflação não irá acabar tão cedo. E quando esse remédio amargo vier, provavelmente veremos a tal crise.

Por fim vamos vivendo e aprendendo, acumular dinheiro em espécie nunca foi tão desistimulante neste país.




quinta-feira, 24 de junho de 2021

Reflexões sobre o livro Psicologia Financeira.

Muitos critícos estão dizendo que é o melhor livro de finanças dos últimos anos, e concordo plenamente. Que livro meus amigos. Podem ler sem medo.



Ando meio sumido daqui nesse último mês, assim como a maioria dos blogueiros. Eu percebi que esse tipo de recinto é coisa de quem tem muito tempo sobrando kkkk. 

Depois que o cara vai ajustando sua vida, escrever em blog se torna uma coisa sem sentido.

Eu mesmo sou um cara que vivi muitas horas da minha vida em redutos virtuais como fóruns blogs, redes sociais e afins. Hoje eliminei praticamente tudo.

Dessas abstrações que eliminei, excluir o twitter foi a melhor de todas. Rede social mais tóxica da história. Só idiotas dando palpites sobre assuntos que não estão no seu controle.



Inclusive, reforcei meu mindset em relação a isso, graças e esse livro que falei. Meu Twitter era 99% "finansfera" todo dia nego dando palpite sobre economia, ações, finanças, politica etc.

E eu percebi, e no livro fala isso, que aquilo só faz sentido para quem realmente está inserido no ramo do mercado financeiro. Consultores, marketeiros, todos querendo vender um cursinho para você ou fazer com que você bote seu dinheiro na corretora favorita deles.

Então, quando eu percebi que saber sobre economia, politica ou se ação x subiu ou desceu não iria mudar minha vida, eu decidi dar um basta.

Você é que mantém os faria limers. rsrs

No livro ele mostra que quase ninguém bate o mercado escolhendo ações individuais, e que para bater você tem que estar alocado por 10 anos. Eu só confirmei que aquilo não era para mim mesmo.

Primeiro que eu não tenho condições de deixar meu dinheiro parado 10 anos. E depois, eu não tenho tempo para estudar ações individuais sem atrapalhar no trabalho.

Ele fala também que todo mundo quer os 10% a.a na bolsa, mas ninguém quer pagar o preço de se aguentar uma queda, todos querem burlar o mercado tentando prever o próximo boom ou a próxima recessão. Esses se fodem sempre.

Acho que Bolsa faz sentido para quem é um funcionário CLT, médico, policial ou engenheiro. Como não tem onde empreender sua grana, melhor emprestar para o mercado. Mas o triste que muitos não tem noção do preço a ser pago. E quando a queda vem, são expulsos com prejuízo.

Sem contar que ele diz que Bolsa é algo relativamente novo na história, coisa de 2 gerações. Pessoas que viveram sua juventude 18-27 anos com mercado em baixa, tem tendência de nunca botar 1 real em bolsa. Enquanto quem viveu esses anos em Bull market, acha que aquilo é o segredo da riqueza. Louco isso né?

E olha como isso é verdade! Até pouco tempo, ninguém falava em Bolsa, e só se falava em tesouro direto a 14% a.a. Só foi o negócio parar de dar, que ninguém mais bota dinheiro em tesouro. E agora ta todo mundo alocado quase all in em bolsa. Hahaha.

Por fim é isso, leiam o livro.

Não se esqueçam que minha opinião é só mais uma opinião idiota de algum anônimo na internet. Não vai mudar sua vida em nada. 

Deus abençoe vocês.

segunda-feira, 24 de maio de 2021

Oque eu faria se tivesse 18 anos?

Não sei porque, mas sempre gostei muito de histórias de homens que sairam do nada e ascenderam a uma vida próspera. Por coincidência, a história do meu pai é uma dessas.


A história que mais gostei até hoje, foi a do Ronald Reagan, junto com a história do Arnold Schwazanneger. Para quem se interessar, irei deixar aqui o Link da  trajetória de vida do Reagan, desde seu nascimento. Muito bacana seu inicio de vida.

https://www.reaganfoundation.org/ronald-reagan/reagans-life-times/

Oque esses caras sempre tem em comum é que ambos se sacrificam hoje por um futuro melhor, não ficam pensando muito oque fazer, vão lá e fazem, vão produzir em alguma coisa.

Quem opita por viver o hoje, ou adiar o trabalho, o futuro costuma ser TENEBROSO.

Graças a Deus não saí com "Cartas tão ruins" no jogo da vida, mas não amoleço, porque sei que a qualquer momento a vida pode me dar uma rasteira. Por isso sigo bons hábitos que não deixam minha petéca cair. Inclusive, uma BOA ÉTICA DE TRABALHO.



Mas se hoje eu tivesse 18 anos, não tivesse herança, QI , Pai rico eu iria fazer as seguintes coisas:

- Arrumar um trabalho (Qualquer um) Eu esqueceria CÚrriculos, sairia para a rua em busca de qualquer trabalho. Poderia trabalhar dia e noite como meu pai já fez (Lavador e Garçom) lhe rendiam 2 salários minímos.

- Economizar dinheiro e o máximo possível! Essa é uma das únicas coisas que o pobre tem controle. Com esse acumulo faria um curso técnico para arrumar um trabalho que remunera melhor (Operador de empilhadeira ou Vendedor no Varejo por exemplo) 2 a 5 salários minímos em média.

- Estudar, ler muito em meu tempo vago, o famoso TRABALHO DEPOIS DO TRABALHO.

- Consumir muito conteúdo de Comunicação/Capitação de clientes

- Frequentar uma igreja (te ajuda muito a ficar longe de vicios e perdas de tempo) 

ORA & LABORA

No futuro, com um bom dinheiro acumulado e sabendo como as nuances funcionam, empreenderia meu próprio negócio em qualquer oportunidade que eu conseguisse enxergar (Brasil não tem concorrência)

Na verdade, isso que descrevi é o "American Dream' do século 19/20 que é a base da cultura americana.

"Quem começa com prudência e sem dinheiro no mundo trabalha por salários por um tempo e economiza um excedente com o qual compra ferramentas, ou terra, para si mesmo; então trabalha por conta própria por mais um período, e depois de um tempo contrata outro iniciante para ajudá-lo."  Abraham Lincoln.

American Dream.

Infelizmente os jovens do Brasil nunca nem tiveram acesso a esse tipo de filosofia de vida. Os novos brasileirinhos foram influenciados a acreditar que o "negócio bom" era fazer faculdade e prestar concurso público para ganhar dinheiro sem fazer nada.

Sem contar que um jovem que faz oque eu falei, que concorrência ele tem?

99% dos brasileiros jovens não economizam dinheiro e estão ansiosos pelo fim de semana para viver o momento e aproveitar a vida.

Não existe concorrência.


sábado, 8 de maio de 2021

Nosso dinheiro voltando a pegar valor.



Lembro que há uns dias atrás eu comentei no blog do frugalsimples que acreditava muito no Brasil e acreditava que essa moda de mandar dinheiro para o exterior iria passar logo logo. 

Pois bem, Realinho foi a moeda que mais se valorizou na semana, e chegou aos incriveis 7% de valorização perante ao dólar nos ultimos 30 dias. Para o azar dos pessimildos.

Eu acho engraçado que já estou vendo nego "adiando" mandar dólar para o exterior, enquanto outros estão aproveitando para comprar, porque está "barato".

Mas o mais interessante, como comentei com o Frugal, é essa psicologia do ser humano de só investir em algum coisa quando está no topo. Você não via ninguém falando em dólar quando estava a 3,50 em 2019. Mas foi chegar no topo histórico, que a manada correu para comprar.

Vendedores de curso no instagram ficaram extasiados com a demanda de negoquerendo saber como dolarizar o desvalorizado realinho.

Muita gente começou a olhar com outros olhos para imóveis como uma forma de "Preservar a riqueza" da desvalorização da moeda.

HIGH NOS PRODUTOS AGRICOLAS.


Esse mesmo evento, eu vi acontecer aqui na minha região com produtos agricolas. Soja, Gado e Leite no High histórico, oque nego começou a fazer? Remanejar seus investimentos para essa área.

Só que o leite por exemplo, já normalizou seu preço pré pandemia. E nego que comprou Vaca leiteira no HIGH agora está perplexo. E acabou levando prejuízo.

Até greve dos leiteiros teve por aqui.

INVESTIDORES DE VALOR

Últimamente estou gostando muito de estudar sobre economia, poupança, investimentos através do Mises Brasil. Nunca aprendi tanto na minha vida. Eu leio um artigo e faço um resumo.

E descobri que sou muito fã dos famosos "Investidores de Valor" aqueles que compram algo na baixa e vendem na alta. Uma atitude totalmente anti-manada. O cara tem que ser sangue frio para ir contra a correnteza.

Particularmente gostei muito desse estilo de se investir e quero me aprofundar ainda mais no assunto.

OTIMISMO COM O BRASIL



Por fim, tenho um otimismo muito grande em relação ao Brasil. Eu acho que as politicas econômicas do Paulo Guedes estão começando a dar resultado. Só observarem a balança comercial brasileira. Os termos de troca. Os investimentos. Quase 1milhão de empregos em 1 ano.

Brasil está literalmente andando. Eu acho que oque estamos vendo é muito parecido com o inicio do Governo Reagan em 1981 nos EUA.

Um Governo que era Liberal, mas demorou 2 anos para as medidas liberais começarem a fazer efeito. Reagan tinha uma rejeição muito grande em 82, mas se elegeu com a maior porcentagem de votos da história dos EUA em 1984.

Absurdo essa vantagem do Reagan em 1984. Levando em consideração a dificuldade que enfrentava nos primeiros 2 anos de Governo.

Houve uma certa preocupação quando soltaram o Lula. Hoje Lula provavelmente seria eleito. Muito por causa do nosso dinheiro que perdeu valor. Mas eu acredito que com o Brasil melhorando como está, em 2022 a história será diferente.

Se o pobre tiver poder de compra novamente, Bolso pode ganhar disparado. A casinha está sendo armada para isso. E Paulo Guedes sabe.

E para mim a curva para cima do Brasil, está apenas começando. Não apostaria contra o Brasil.



quinta-feira, 22 de abril de 2021

Bitcoin é a nova Tulipa.

 "Tulipas holandesas: a primeira bolha financeira

A primeira bolha financeira da humanidade estourou na cidade de Amsterdã, na Holanda. O ativo responsável pela bolha não podia ser mais exótico: as famosas tulipas holandesas, que até os dias de hoje são um dos principais símbolos do país.

A procura pelas tulipas era cada vez maior na Holanda do século XVII, fazendo com que os especuladores comprassem bulbos da planta e revendessem a preços exorbitantes. Em um único mês os preços das tulipas chegavam a aumentar mais de 20 vezes – muitas pessoas, inclusive, trocavam todos seus bens por um único bulbo da planta"


Fazia um tempo que eu queria dar meu pitaco sobre o BITCOIN e hoje acabou dando vontade de escrever sobre isso.

Eu estava evitando esse tópico porque muitas pessoas poderiam falar que eu tenho inveja de quem está ganhando dinheiro com isso.

A verdade é que além do argumento que irei apresentar embaixo, eu sou muito cético com "dinheiro fácil".

Eu particularmente acredito que o Bitcoin é a nova Tulipa do século XXI. Ponto.

Muitos "especialistas" dizem que não, que a coisa é escassa e protegida pela tecnologia blockchain. OK. Que seja.

O maior problema do Bitcoin para mim é que ele não consegue gerar valor nenhum. Essa porra não produz nada.  

Diferente de Terra, ações de empresas ou criação de animais.

Terra te da condições de plantar alimentos ou possuir um lar.

Animais te dão o filhote.

Ações de empresas te dão dividendos.

Bitcoin dá oque?

Se vocês parararem para pensar, é até pior que as tulipas. Porque pelo menos as tulipas dá para se pegar mudas e plantar outras.


Mas ai vocês podem me dizer que não, que o Bitcoin é o "NOVO OURO"

NÃO! Essa porra foi criada por seres humanos. Se acontecesse qualquer coisa com o sistema de internet, essa merda já era e você iria passar fome se tivesse todo seu dinheiro nisso.

Enquanto o ouro, é praticamente impossível de se eliminar do dia para a noite.  

Enfim, essa é a opinião de um leigo caipira.

A unica coisa que eu sei é que eu nunca irei ficar rico com bitcoin.

E se tivesse que fazer uma aposta alta para 5/10 anos que iremos rir do preço que ele chegou nos dias de hoje, eu faria sem medo.

domingo, 11 de abril de 2021

Cidade boa é cidade onde você tem dinheiro.

Gramado, considerado a cidade mais bonita do país.

Uma lição que meu pai me passou desde pequeno era que:

 "Não existe lugar bom se você não tem dinheiro"

Ele disse isso quando perguntei para ele o motivo de ele ter se mudado de uma capital para empreender em uma sub-cidade do interior.

Sem estrutura e sem qualidade de vida nenhuma.

Ele explicou que você pode morar na melhor cidade do país, mas se for um peão e ganhar mal, não irá conseguir usufruir nada que essa bela cidade proporciona.

Porque tudo custa dinheiro. 

Andar de carro bom custa dinheiro

Ter boa moradia custa dinheiro.

Comer fora custa dinheiro.

E isso é tudo oque você não tem acesso se você é um peão.

Então na visão dele, era muito mais vantagem você morar em uma  sub-cidade sem estrutura mas que VOCÊ seja rico.

Porque você sendo rico nessa cidade, você pode lhe proporcionar uma qualidade de vida que não teria em nenhum outro lugar "melhor"

Então a gente chega a conclusão que não existe isso de "Tal lugar é melhor"

É MELHOR SE VOCÊ TIVER DINHEIRO PORRA!

Se você não tiver, vai ser peão, vai morar 10km do trabalho, vai pegar busão, vai ter que esquentar lata.

Que qualidade de vida é essa? Não tem.

Aaah essa qualidade de vida.

O SONHO DE MORAR NO EXTERIOR...

Faça chuva ou faça sol.

Esses dias eu estava pesquisando sobre Brasileiros que foram para os EUA morar.

Percebi que existem pessoas que se arrependem de terem ido e outras que não.

Geralmente as que se arrependem são pessoas que tinham certa qualidade de vida aqui no Brasil. Ganhavam seus 3-5k, andavam de carro, tinham casa, faziam parte de uma comunidade e um bom cargo na sociedade (Bancário, contador, advogado etc)

Mas que botaram na cabeça o sonho americano e foram para lá trabalhar de "Peão na construção" . 

A maioria na verdade em 2-3 anos coloca o rabinho entre as pernas e volta.

Quem consegue ficar é quem já era Peão aqui e foi fazer o mesmo lá.

O maior problema é que para quem decide morar lá, o custo de vida é ALTO! E se você quiser se divertir como um americano será caro. 

Além que para galgar certo nível na sociedade sendo imigrante não é fácil.

Onde será que você ira morar nessa Beautiful city?

No BR se você acumular certo capital e empreender, rapidinho você vira patrão e uma pessoa respeitada na sociedade. 

Óbvio que empreender não é para todo mundo.

Mas oque eu quero passar aqui é que: NEGO FANTASIA MUITO!

Acha que só porque o lugar é bom, significa que a vida dele será boa também.

UMA COISA NÃO TEM NADA AVER COM A OUTRA. E isso vale para quem muda de cidade no Brasil também.

Graças a Deus que eu tive um pai para me dar esse conselho, coisa que muitos não tiveram.

Casa de um dono de agropecuária na minha cidade. Quando que ele conseguiria uma casa desses em uma capital ou EUA?



quinta-feira, 8 de abril de 2021

Dilema sobre o dinheiro



Atualmente venho vivendo um dilema interessante sobre o dinheiro, e quero compartilhar com os senhores.

Minha renda aumentou muito nesse último ano, renda essa que jamais imaginava a 1 ano atrás.

Não é nada demais para algumas pessoas ricas, mas para quem se sustentava com 2k e aportava 1k por mês. Hoje minha situação é muito boa.

Como sempre fui cauteloso, continuo vivendo bem abaixo de minhas possibilidades e aporto cerca de 70% do meu salário. E o bolo está crescendo muito rápido.

O problema que não sei ainda exatamente onde quero chegar. Vejo que muitos aqui tem objetivos claros. E vivem seguindo aquele alvo. Embora ache que alguns também vivem em certa ilusão.

"Quando chegar lá, serei feliz."

O velho blogueiro Corey, provou que  "Zerar o jogo" não costuma trazer felicidade.

Enfim, eu confesso que tenho um certo medo sobre o dinheiro. O meu medo é ficar pobre e ter que procurar emprego, trabalhar para outros como fiz no meu inicio de vida. Ser mandado por outras pessoas.

Cresci com esse medo por que meu pai mesmo sendo rico, nunca me deu garantias de nada. Sempre gostou de deixar claro que se eu me apertasse, quem se foderia era eu e não precisava contar com ele.

E como eu sempre gosto de ver as coisas pelo lado positivo, acho que isso foi bom para o meu desenvolvimento como ser humano.

Sempre tive dificuldades em ser um bom soldado.

HORA DE MUDAR?

Mas tenho refletido sobre esse medo nos ultimos dias. Pessoas próximas a mim me alertam sobre o problema de se virar escravo do dinheiro e ter dó de gasta-lo.

E eu sempre tento me convencer que eu não sou um desses "Ricos que são pobres". Sempre digo que não tenho condições ainda. Que estou acumulando.

Não sou nenhum sovina que se priva de tudo. Tenho um carro média de 50k e como fora 4 vezes por semana.

Mas avaliando minha vida percebi que tem uma lacuna que eu posso melhorar. Que é onde eu moro, minha casa.

Atualmente moro em um pequeno apartamento de 2 quartos e 1 banheiro alugado, com móveis de mais de 15 anos e que vive sujo e desorganizado.

Quando minha namorada vai em meu apartamento ela fica louca para voltar para a casa dela. Não porque ela não goste de mim, mas porque o meu lar não é agradável.

Tipo isso. Tudo simples e desorganizado.


Vocês já entraram em uma casa (Não precisa ser nada luxuoso) mas que é bem organizadinha e limpinha? Da prazer de ficar nesse tipo de lugar.

Então por isso eu decidi que irei fazer alguma mudança. Irei comprar móveis novos e organiza-los. Pagar alguém para limpar minha casa 1 vez por semana.

Não decidi ainda se irei me mudar de apartamento. Sou sábido que uma mudança
para algo melhor significa dobrar meu custo de moradia.

Deixei uma oportunidade de mudança muito boa passar há 6 meses por medo de gastar o dobro que gastava.

Eu tenho plena condições de ter algo assim.

Ainda tem o fato de eu morar em um apartamento prejudicar muito minha vida familiar. Isso porque não da para receber visitas em um cúbiculo desses. Não da para fazer um churrasco.

Enfim, é uma situação que venho enxergando somente agora. E eu sei um pouco porque.

FUGA DA REALIDADE


Acredito que no passado, o fato de eu sempre ter algum tipo de fuga como na época Apostas na internet e muito recente discutir politica e consumir conteúdo que nada tem a ver com minha realidade. Faziam eu não enxergar minha situação na vida real.

Graças a Deus me livre desse tipo de abstração que só suga minha energia, e focado no que realmente importa.

Mas falar sobre isso não é o objetivo do post.

O Objetivo aqui é perguntar para vocês, alguém mais vive esse dilema? Alguém aí se tornou escravo do dinheiro?

Qual a opinião dos senhores sobre se proporcionar melhor qualidade de vida através do aumento do custo de vida?

quarta-feira, 31 de março de 2021

Sabe qual é a cena mais triste do mundo dos investimentos?

"Alguém que tira sua grana do banco, coloca na bolsa e perde a vida. A partir daí tudo se transforma em sofrimento.

Ele baixa aquele aplicativa da corretora e vê, duas ou três vezes por dia, o preço das coisas. Toda semana ele abre uns videos para ver "Quais serão as melhores ações". O cara está perdendo o sono porque comprou Magazine Luisa por vinte e cinco e agora custa dezenove.

Ele não faz ideia do que comprar, por quanto comprar, por quanto tempo vender, para onde a sua carteira está apontado...

Nesse caso? é melhor deixar tudo no banco e ser feliz. Trabalhar e viver tranquilo. Dormir bem a noite, nunca na vida enfiar um remédio de ansiedade para dentro, transar todo dia e jogar bola com os seus filhos aos quarenta e cinco.

Acredite, por mais dificil que pareça para essa geração: As maiores fortunas que vocês encontrarão na vida de vocês jamais colocou um centavo em ações. Foram pessoas comuns: advogados, engenheiros, empresários, homens do campo..."

Ícaro de Carvalho.


Já tem 1 mês que eu deixei o mundo da bolsa de valores, vendi meu último lote de JBSS3 há 30 dias. E tenho certeza que essa foi a melhor coisa que fiz na vida.

Comigo não chegou ao extremo que o Ícaro contou aí, mas eu estava perdendo muito tempo acompanhando noticias/twitter que me deixaram totalmente bitolado. Pelo oque vi aí, eu não sou o único, a maioria das pessoas são assim. Por mais que muitos gostem de se enganarem que são "investidor"

Mas eles nem percebem a bolha em que vivem, esquecem de seu mundo real, seu trabalho, sua familia, as pessoas ao seu redor e ficam viciados no cassininho.

Parando para analisar, a bolsa é realmente um investimento genuíno e digno, não tem nada de cassino ali. Mas toda a tecnologia envolvida, os numeros coloridos subindo e descendo junto com as noticias, tornam a coisa parecida com Vegas.

Eu realmente torço para que as pessoas encontrem o melhor caminho para elas no mundo dos investimentos. 




sábado, 27 de março de 2021

ACUMULAR PATRIMÔNIO?

 


Lembro que quando conheci a blogosfera, o mundo das financas, o livro do pai pobre e pai rico, eu tinha essa mentalidade de acumular patrimônio acima de tudo. Criticava ainda quem não fazia isso. 

Lembro até de um causo, de eu aconselhando um amigo a não comprar uma casinha própria com quintal para ele e sua família, porque ele deveria acumular. Hoje vejo que eu fui idiota em dar esse conselho a ele. 

Óbvio que ele não seguiu, e comprou a casa. Ele está feliz, a mulher também e a vida é isso.

Isso que é riqueza.


Por isso que hoje eu mudei minha opinião total sobre acumulação de patrimônio. 

Eu acho que o cara tem sim que construir uma casa para ele. Não por causa do aluguel, e sim para ter o prazer de chamar um lar de seu. Fazer do seu jeito. 

Não digo comprar esses apartamentos em grandes metrópoles, e sim casas com quintal e espaço. 

Hoje eu enxergo que construir uma casa, além do benefício de não pagar aluguel e ter um lar confortável. Você também protege seu dinheiro de qualquer tipo de besteira que o Governo fizer com a moeda nacional.

Eu mesmo tenho um capital bom acumulado hoje. Imagina se essa nossa moeda vira bosta igual o peso argentino ou o venezuelano? Pronto! Meu dinheiro vira merda. Enquanto uma casa não. 

Se meu amigo tivesse seguido meu conselho, hoje ele precisaria do dobro do dinheiro para comprar a casa de tanto que o dinheiro perdeu valor.

E vocês acham que isso não é uma tendência? no mundo inteiro? quem estudou um pouco de economia aí sabe oque vem acontecendo com o dinheiro mundial, desde que ele deixou de ter lastro em ouro.

Hoje vejo esses guris financeiros indicando proteção no exterior, bitcoin e etc. 

Porque eles não fazem oque sempre nossos pais e avós fizeram e deu certo? Construir casa e comprar terra? Porra e tão mais simples. 

"hUR DUR se você acumular 10 real por mês você vai ter 1milhão aos 70 anos"

Enfim, acho que passei uma pequena reflexão aí para vocês. 

Muitas pessoas dessa era da internet, dos fóruns financeiros, estão acordando agora assim como eu para essa verdade milenar  nesses tempos de incerteza. 

Esses gurus teóricos ficam aí fazendo contas que é melhor acumular e tal. Mas nada, eu disse nada, irá dar mais segurança para seu capital que uma casa/terreno/terra.

"Ain, você tem que bitconizar sua carteira, ele é seguro. Tulipas antigamente também eram. Nada jamais irá igualar Ouro e terras em valor no tempo."


sexta-feira, 19 de março de 2021

QUEM SAIU DEBAIXO, NÃO QUER FICAR POBRE DENOVO.

Fazendeiros da minha região.

Uma reflexão que fiz recentemente foi porque muitos ricos vivem como pobres e tem dificuldades em gastar o dinheiro?

Vejamos o exemplo do meu pai. Ele vive bem, compra as coisas que quer, mas ainda faz contas em diversos aspectos.

Esses dias, a esposa dele deixou de comprar limôes porque ele estava a R$10 o Kg. Ali eu vi um absurdo para um casal que tem patrimônio grande e anda de hilux.

Aí fiquei me perguntando, porque isso acontece?

Porque tantos outros como o meu pai, que tem milhões de reais em patrimônio vivem uma vida miserável, vive pedindo desconto e são muquiranas em tudo?

Aí eu cheguei a uma conclusão: QUEM VEIO DEBAIXO TEM MEDO DE FICAR POBRE DENOVO.

Isso mesmo.

Pessoas que nasceram ricas ou que tem profissões estáveis como médicos, juizes e serviços do alto escalão público, sabem que estão com a vida garantida e por isso não tem dó de gastar a grana deles, e por isso muitas vezes vivem melhor.

Comem bem, viajam, se vestem bem, carros bons, casas boas, não ficam olhando preço. Eles vivem como legitimos RICOS.

Rotina de um verdadeiro rico.

Quem teve que sair debaixo, trabalhando e economizando cada centavo que podia, sabe dar valor ao dinheiro e no fim, acabam tendo medo de ficarem pobres denovo.

Terem que se submeter a patrôes e fazer trabalhos que não querem como no inicio da jornada.

Querendo ou não, mesmo esses caras não tendo qualidade de vida, mas eles são livres, porque trabalham para eles mesmos e fazem oque querem.

FILOSOFIA BASTTER


Sempre concordei com o Bastter sobre a visão que ele tem sobre dinheiro.

Sobre o dinheiro servir para gastar, que quanto mais aumentamos patrimônio, devemos também aumentar nossa qualidade de vida. Se isso não for feito, pode  acontecer oque acontece com a maioria que acaba pegando amor ao dinheiro e se viciando em poupar.

Mas hoje, eu realmente entendo a forma de viver a vida desses ricos que sairam debaixo. Não da para julgar muito eles. Embora se os mesmos buscassem conhecimento poderiam viver melhor sem esse medo que os assombram pela vida inteira.

E sim, a maioria deles vai viver a vida inteira como pobre, sempre economizando e morrer rico em patrimônio. Até o último suspiro terão esse medo de ficarem pobres denovo.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

É Muito fácil falar de longo prazo...

O difícil é conseguir executar o plano de longo prazo. (Provérbio de Wall Street)

Eu já percebi uma coisa nesse mundo do Buy And Hold da bolsa de valores.
Muitos investidores enchem a boca para falar que a estratégia dele é de 5,10, 15 anos e que não pretendem vender e não estão preocupados com as oscilações de curto.

Mas na primeira onda de baixa, peida na farofa, vende tudo e diz que bolsa não é para ele.

Expectativa: Seguir a estratégia do Barsi. 
Realidade: Você é o passarinho.

LONGO PRAZO!

Sim, eu realmente acredito que se o cara esperar 5-10 anos, ele vai ter o retorno acima da renda fixa. Embora tem muitos aí que empatam com a caderneta de poupança.

Mas oque eu quero dizer é o seguinte, que é MUITO FÁCIL FALAR EM 10 ANOS DE INVESTIMENTO.

Mas poucas pessoas realmente sabem OQUE É 10 ANOS DE INVESTIMENTOS! 

10 anos é MUITO TEMPO! E são várias "idas ao inferno" nesse intervalo.

Você nunca tem certeza de nada, nunca sabe se irá recuperar o dinheiro mesmo. Estará vulnerável a qualquer crise.

VAI PRECISAR DO DINHEIRO? NÃO COLOQUE EM AÇÕES.

Outra coisa, eu tive que encerrar minhas posição ontem na Bolsa. Porque precisei do dinheiro para investir na vida real.

O Saldo no final foi 5 meses de dinheiro investido e -700 negativos.

Hoje eu vejo que aquele conselho do Bastter é mais Sábio do que nunca:

" Se você for precisar daquele dinheiro num intervalo de 2 anos, não faça a besteira de colocar em Bolsa"

E foi oque aconteceu comigo, eu sabia que poderia precisar do dinheiro que estava lá e mesmo assim eu coloquei. Olha oque aconteceu? FUMO! 

Quantos você conhece que realmente investem há 10 anos?




Então eu cheguei a uma conclusão sobre investir a longo prazo.

NÃO VAI ACHANDO QUE BOLSA É PARA TODO MUNDO! PORQUE NÃO É.

NÃO ACHE QUE PORQUE O BUFFET, O BASTTER, O LYNCH FALOU QUE É SÓ BOTAR LÁ APORTAR E ESPERAR 5-10 ANOS QUE VAI DA TUDO CERTO. PORQUE TEM GRANDES CHANCES DE VOCÊ NÃO AGUENTAR.

O SEU MAIOR INIMIGO SERÁ SUA NATUREZA HUMANA! 

Hoje eu vejo isso claramente. 

O BuyAndHolder acha que quem se fode na bolsa é SÓ o daytrade. Mas será que é só o DayTrade?

Quantos por aí não entraram com estratégia de longo prazo e também não aguentaram a pressão na caminhada.

Como eu ouvi essa semana de um sábio no Twitter.

" Quem tem carteira de ações é institucional, oque você tem é uma cartela de apostas"

E não é verdade? O Buyandholder acha que só comprar as ações que tem na carteira do Luis Barsi e esperar. Mas a questão não é a ação, a questão é, você aguenta esperar? você aguenta Haddad em 22? Você aguenta Bolha da tecnologia?

Será que esses 10years investors também não são os tais 1% do DayTrade?

AGORA É PARA SEMPRE!

Para finalizar queria dizer que não pretendo mais por dinheiro na bolsa.
Porque como já disse nesse blog uma vez, as oportunidades na vida real apareceram.

E vou precisar de muito dinheiro daqui para frente para investir na empresa.

Mas mesmo sem esse fato, não investiria mais em bolsa.

Não tenho estômago para ficar todo dia preocupado com governo, noticia, mundo, bolha.

Hoje prefiro deixar parado na poupança e esperar uma oportunidade real aparecer do que investir na Bolsa.

Até porque, como eu já disse uma vez, estarei fazendo muito mais bem para a sociedade investindo dinheiro na minha realidade (Cidade, comunidade)
do que na realidade de outros.

E cada dia que passa vejo que a sabedoria dos mais velhos é sempre mais útil. Quantos ricos você conhece que ficaram ricos em imóveis e quantos ricos você conhece que ficaram ricos investindo em ações? Enfim, fique a reflexão.

No filme PODER E COBIÇA, o pai da um conselho a seu filho que está investindo na bolsa de valores.
"Filho oque você está fazendo da sua vida, isso aqui não é real, é pura fantasia, vai trabalhar, vai investir seu dinheiro em coisas reais."

Eu sei que é muito bonito ser um investidor, botar lá na bibliografia do instagram e twitter. Mas na prática a pica costuma entrar com força em muita gente que é "Investidor".

Abraços fiquem com Deus.